28 fevereiro 2017

Autora Parceira Fiona Mayer


(créditos a foto google imagens)

Oii meus leitores como estão? curtindo esse ultimo dia de carnaval? 
para fechar o mês de fevereiro com chave de ouro, realizamos mais uma parceria com a autora Fiona Mayer. 
A autora escreve por um pseudônimo. 
Vamos conhecer um pouco mais sobre o seu livro de estreia "Confissões de uma trintona descolada"


Um é pouco, dois é bom, três é melhor ainda!
Ela tem um marido, um amante, um namorado. Precisa de tudo isso?
Siiiiimmmmm!
Cada um oferece uma dimensão diferente do amor. Como não pode abrir mão de nenhuma, essa princesa dos tempos modernos vai administrando essa vida tripla com destreza.
Baseada em fatos reais. Nomes foram omitidos para preservar pessoas e reputações.
Editora: Amazon
  Páginas:160  
Ano: 2016 
 Gênero: Romance/ Erótico  Autora: Fiona Mayer

  Compre:Amazon e Clube dos autores

Resumo

Uma jovem moça, aos seus 20 anos, se casa e começa a formar uma família, com filhos e uma casa para cuidar. Mas o casamento se torna um fardo em sua vida. No relacionamento a dois passa a se ver sozinha, feia e frustrada com a vida que tem. Aos trinta e poucos anos, caminhando para os 40, ela é uma mulher bem diferente daquela que se casou aos 20.
A trintona continua casada, cuida muito bem da casa, dos filhos e é uma ótima profissional. E em meio a tantos compromissos ainda consegue tempo para se encontrar com o amante. Mantinha o casamento por causa dos filhos e das pessoas que veriam a separação como algo errado. Eles pareciam uma família feliz e perfeita aos olhos de quem estava de fora. Mas quanta perfeição, se a esposa nem sabia direito os horários do marido e principalmente no que ele trabalha!?
Mesmo com a vida cheia, um casamento e um relacionamento extraconjugal, a trintona descolada nunca perdeu o foco e sempre conseguiu se desdobrar. Mas a aparição de uma antiga paixão a deixa totalmente abalada e agora passa a se envolver com mais um. Mas será que agora ela encontrou aquele que irá satisfazê-la no setor sentimental?

Parceria Com a Editora Draco


Oi meus leitores, como estão? aproveitando esse clima de festa? Hoje viemos trazer mais uma novidade, durante quase 3 anos a Andross Editora foi a nossa única editora parceira, mas agora mais uma entrou para a nossa família. A editora Draco, 

Sobre a editora 


Draco. Do latim, dragão.
“A palavra dragão (em inglês, dragon) vem do grego drákon, δράκων, que deriva do verbo derkomai, “olhar”, pois seu papel no mito grego é o de vigiar tesouros cobiçados. O nome tem sido dado a criaturas mitológicas muito diversas, de diferentes culturas.”

O que o draco propõe?

Algo diferente. Invés de apenas vigiar esses tesouros cobiçados, querem também apresentá-los a todos que os buscam. Esses tesouros estão por toda parte: internet — em suas muitas facetas como blogs, sites de compartilhamento e redes sociais; computadores pessoais — escondidos por autores que são verdadeiros dragões, no sentido original da palavra; impressos — compartilhados entre amigos e familiares — e, claro, também nas estantes das livrarias por todo o país. Esses tesouros, ou podemos dizer, tesouro: a literatura fantástica brasileira.
A Editora Draco quer fazer conhecido esse imaginário brasileiro, tão único, mesmo influenciado por obras estrangeiras que chegam através de livros e outros meios.
Querem publicar autores brasileiros, aliando design, ilustrações. Que seus leitores sejam atraídos pela beleza, mas nunca deixem de se maravilhar com as histórias e personagens que nossos livros trazem.
Que os autores brasileiros possam compartilhar seus tesouros e nós, amantes de livros e literatura fantástica, possamos ajudá-los a chegar aos leitores, abrindo portões e vencendo armadilhas, criando imagens e histórias que possam ser contadas por muitos anos.
O dragão despertou e convida a todos para desfrutar desse tesouro.


Conheça alguns livros da editora


Do osso ao pó, Júlio Menezes

A década perdida é a mãe dos sobreviventesSão Paulo, os anos 80.

Aqui a “década perdida” é palco de todas as perversões possíveis, e todos aqueles que continuam a sustentar seus vícios noite após noite sentem-se como sobreviventes. Cocaína, diversão, ódio, afetos, tudo pode acontecer nos inferninhos do centro
da cidade.
No início da sua vida adulta, Eduardo Conde vê tudo sair do controle após se envolver com as drogas e o crime – e toda sorte de pessoas que esses dois elementos trazem consigo. Ele é um homem introspectivo e apático que possui algumas fixações: a obsessão pelos ossos humanos e a ideia de que qualquer pessoa pode cometer um assassinato apenas desejando a morte do outro – até mesmo dos entes queridos – sem sujar as próprias mãos.
À beira do precipício e sob os efeitos colaterais de uma vida regada a excessos, o anti-herói desta fábula perversa vai se encontrar com seus fantasmas, sem esperanças de chegar a um bom destino.
Júlio Menezes compõe em “Do osso ao pó” um relato da cena underground de uma grande cidade, na melhor tradição de autores como Charles Bukowski e Pedro Juan Gutierrez. O leitor entra de cabeça no clima paranoico de suspense, crime, sexo e violência, sem chance de retorno.


A Rainha Sombria, Vivianne Fair

Liberte o seu lado sombrio nesse mundo mágico

Jade é uma jovem universitária que perdeu a memória aos doze anos de idade. Até aí tudo bem, mas a cada dia que passa sente-se mais agressiva enquanto coisas estranhas acontecem ao seu redor. Desejos de vingança, frascos de ácido que explodem, superforça. Não pode ser só a puberdade, afinal nem todo adolescente tem tanta força assim, certo?
Quando retorna à biblioteca onde foi encontrada ferida há muitos anos, a cena se repete, mas desta vez Jade é sugada para dentro de um mundo que parece ter saído de um conto de fadas.
Lá um feiticeiro explica que há uma rainha vivendo dentro dela. Mas é uma rainha cruel e muitos virão tentar matá‑la. Tentando conviver com o mal dentro de si, Jade sai em jornada para descobrir como se libertar, tentando não morrer no processo. Mas ela terá a ajuda de heróis, então provavelmente vai dar tudo certo.
A Rainha Sombria é uma divertida aventura de Vivianne Fair, autora da série A Caçadora. Quando a definição do que é ser bom ou mau está em jogo, Jade descobrirá coisas sobre a Rainha Sombria que ninguém mais sabe. Então deverá tomar uma difícil decisão – e nessa hora é você quem vai escolher o final da história. 


Um Beijo de Morte, Luiza Salazar

Quando o Amor e a Morte estão separados por um simples beijo

Meu nome é Kat, não sei se já nos falamos. Bom, pareço uma jovem universitária normal, exceto por um detalhe: tenho o poder de matar com um simples toque. No passado, isso fez com que eu tentasse me manter isolada de todos, mas também atraiu pessoas que desejavam controlar esse dom – e aí as coisas ficaram perigosas para o meu lado. Muito perigosas.
Eu meio que iniciei uma guerra.
Só sei que agora estou não apenas envolvida, mas jogada bem no meio de tudo, parte de algo que ainda nem entendo, não sei em quem confiar ou qual é o meu papel. Sei também que há pessoas que se importam comigo e querem me ajudar a superar meus problemas. Mais ainda, me ajudar a acabar com um plano que pode levar a humanidade a mergulhar no caos. E entre eles está aquele que me faz ter medo de poder matar alguém com um toque. Ou um beijo…
Um Beijo de Morte é um romance fantástico de Luiza Salazar, a conclusão da elogiada aventura pelas sombras iniciada em Um Toque de Morte. Kat precisa tomar o controle, entender esses segredos do passado e aprender a dominar seus poderes de uma vez por todas, antes que seja tarde demais.


Ball Jointed Alice – Uma história de amor e morte, Priscilla Matsumoto

Sexy. Emotiva. Humana. Essa é a história da boneca Alice.

Frank é um homem sem esperança nenhuma. Um punk com um passado insano que, numa manhã de ressaca, acorda com uma boneca lhe desejando bom dia. Ele sabe bem quem é essa boneca e como ela se chama. Alice é uma ball jointed doll criada por Frank em seu projeto mais ambicioso: recuperar as memórias e os sentimentos por uma louquinha de mesmo nome. Mas ao tentar puxar a linha da lembrança do embolado novelo que é o passado, Frank acaba puxando a linha da tragédia. Acompanhado por seus antigos companheiros de hospício: a gothic lolita Tay, o estudante de direito Shin e a sociopata Emi, ele se envolve em um plano de vingança contra o hospital que os massacrou a alma e levou Alice à morte.
Ball Jointed Alice – Uma história de amor e morte é um sensível romance de Priscilla Matsumoto. Flutuando entre a melancolia e o erotismo, esse é um relato cru de uma juventude cínica que parece perdida, mas que sabe demais sobre a natureza do mundo para não desistir dele.

26 fevereiro 2017

Brasil nos games - Parte 2

Hoje irei falar de mais 3 jogos que tem o Brasil.


Forza Motorsport 6

No jogo de corrida Forza Motorsport 6 temos um mapa que se passa no Rio de janeiro, é uma pista de rua que passa por pontos turísticos cariocas.


Driver 2

Nesse jogo o jogador é um policial disfarçado que estar em busca de um mafioso. O game se passa em 4 cidades diferentes como Chicago, Havana, Las Vegas e Rio de Janeiro, mostrando pontos turísticos de cada cidade.


Counter-Strike

No Counter-Strike temos um mapa no Rio de Janeiro, porém esse mapa foi criado pelos próprios jogadores.


24 fevereiro 2017

Brasil nos games

O Brasil vem cada vez mais aparecendo em grandes franquias de jogos, e hoje irei falar 3 jogos que tem participação do nosso país

Rainbow Six Siege

O jogo da Ubisoft é um FPS focado no multiplayer, onde o jogador assume o papel de um dos operadores (soldado), e tem como objetivo derrotar a equipe inimiga. cada operador faz parte da polícia especial de um país, tendo dois operadores brasileiros, o capitão e a caveira, também possuindo um mapa no Rio de Janeiro.


Call of Duty Modern Warface 2

O Rio de janeiro também foi cenário de Call of Duty MW2, duas missões do game se passa na cidade maravilhosa, também sendo possível jogar o mapa no modo multiplayer.


Max Payne 3

O game se passa na cidade de São Paulo, onde o jogador assume o papel de Max, que tem a missão de proteger executivos.


23 fevereiro 2017

Fantasias Para o Carnaval


Olá, leitores, como estão? Já decidiram o que farão no carnaval? Se não estiver disposto a sair ou se não gosta, fizemos um post de 5 livros carnavalescos, corre lá e nos diga o que achou dos livros.
Mas você vai sair? no post de hoje separamos alguns dicas de fantasias para você que vai curtir essa festividade mas ainda não sabe o que usar.  

 Coelho Branco 


Essa é uma roupa bem fácil de fazer, você pode pegar roupas que tem no armário e fazer as orelhas, 


Carmem Miranda 


Essa é outra fantasia bem fácil de fazer, você pode usar roupas e acessórios que tem em casa 


Frutas 


Que tal escolher a sua fruta preferida e se fantasiar dela? é bem fácil e vai ficar super criativo 


Frida Kahlo


outra fantasia bem divertida é da Frida, só usar peças floridas, usar um lápis de olho pra "unir" as sobrancelhas e prender o cabelo. Vale usar a criatividade e usar acessórios diversos. 


unicórnio 


essa é uma fantasia que pretende arrasar nesse carnaval. a fantasia de unicórnio, você pode usar roupas do próprio armário e usar a criatividade para criar sua própria tiara. aqui tem um tutorial bem legal 

Sereia 


vi vários tutoriais de maquiagens incríveis no youtube, você pode usar a criatividade e fazer a sua própria sereia.

Gostaram das ideias? já sabe qual usara? tem mais alguma dica de fantasia? deixa pra gente nos comentários. 

22 fevereiro 2017

Autora Parceira Vivy Keury

Oii meus amores, como estão? Nós viemos trazer mais uma novidade incrível (e logo na quarta kk) temos mais uma parceira aqui no blog. A autora Vivy Keury, vamos conhecer um pouco mais sobre ela? 


Biografia 

Seu nome é Viviane Araújo Sardinha, mais conhecida pelo pseudônimo de Vivy Keury.
Nasceu no PI, mas sempre morou em Brasília. Tem 23 anos , é casada e não tem filhos. Começou a se aventurar no ramo da escrita em 2015, desde então, vem trilhando este caminho que é tão mágico para ela.
Antes de ser escritora, lia muitos romances sobrenaturais e conseguiu misturar bem isso em seu livro.
Encontrou em meio à escrita uma válvula de escape para os problemas do cotidiano. Quando senta pra escrever se esquece completamente da vida real.

Redes sociais:

Facebook: Vivy Keury 
Instagram: @vivykeury
Wattpad: vivykeury


Livros 



A Duologia envolve um romance com uma pitada de sobrenatural.
1° - Duologia Minha doce
Minha Doce Proteção

Duas amigas inseparáveis, unidas pelo destino, selando uma amizade verdadeira e incondicional. Personalidades totalmente opostas.
Angélica Suliwann é uma menina no corpo de uma linda mulher. Filha de um dos empresários mais conceituados de Nova Iorque, gosta de viver a vida e sabe que relacionamentos não são pra ela.  Já Jhennifer, é marcada por um passado que a atormenta dia após dia. Passado que a fez se fechar para todos evitando que qualquer um se aproxime. Mas essa sua postura muda, quando sua amiga-irmã, Angélica, sofre um terrível acidente, lhe deixando bastante abalada, assim como todos da família.
Jhennifer acaba encontrando em Lorenzo, um bombeiro lindo e encantador, um amigo com quem divide sua tristeza. Enquanto isso, em outra dimensão, Angélica conhece seu anjo da guarda, que  lhe comunica sobre uma missão que terá de cumprir junto com sua amiga-irmã.
Quando Angélica tem a chance de retornar para a Terra, acaba por se descobrir apaixonada por um deus grego lindo: Alexsander, um médico muito responsável, mas que guarda um segredo a sete chaves.
Que missão será essa? E esse segredo, qual será ?
Espere muita emoção, amor, descontração, superação e uma traição inesperada.
Embarque nesta história e descubra o verdadeiro significado de Minha Doce Proteção.
Não recomendado para menores de 18 anos.

Link Degustação Wattpad : http://my.w.tt/UiNb/TxFbeJGUuA




2° Duologia Minha doce
Minha Doce Salvação

Cumprida a missão, Jhennifer decide viver sua vida, mas praticamente nada do seu terrível passado fora totalmente resolvido. As pessoas responsáveis pelo seu atentado e da princesa Eliza, irmã de Lorenzo e Alexsander, ainda não foram identificadas para pagarem pelos seus atos grotescos.Mesmo assim,  tenta seguir sua vida, só que agora, grávida de seu marido Lorenzo.
Alexsander segue sua vida, mesmo depois de terminar o namoro com sua doce Angélica. Ela por sua vez, também continua a trilhar seu próprio caminho, mesmo estando com seu coração ferido, mas  está convicta de que terá seu amor novamente, nem para isso, tenha que mudar completamente.
Tanto um, quanto o outro, precisam aprender muito sobre o amor, e também , amadurecer bastante.Eles receberão ajuda, para perdurarem este sentimento, tão vivo e ardente.
Jhennifer ficará frente a frente com o passado. Será capaz de suportar a verdadeira história do que realmente acontecera no acidente que dera fim a vida de seus pais?  Diante desta descoberta dolorosa, um pedido de perdão lhe será feito, mas conseguirá perdoar?
Angélica terá um desafio à cumprir em sua vida, tomando a decisão de escondê-lo de todos, atitude essa,  que lhe trará dias nada bons e que o peso da culpa cairá sobre seus ombros, a deixando fraca e desestruturada.
Muitos mistérios serão finalmente desvendados, lágrimas derramadas também e descobertas inesperadas virão à tona.
Entre nesta história e desvende comigo o verdadeiro significado de Minha Doce Salvação.
História não recomendada para (- 18)

Link de degustação no wattpad: http://my.w.tt/UiNb/dxo7vKMUuA
Até março,  estará sendo lançado na Amazon. 




Subitamente Sua

Trata de um Romance/Drama, pois fala sobre o Preconceito/Racismo e Violência contra a mulher.
Isabelly, é uma moça comum, como qualquer outra; Não tem muitas condições, só que isso, não fez ela desistir de ir à luta e tentar alcançar seus objetivos. Mas, por ser uma moça negra e de cabelos afro, se vê em volta de muito racismo e preconceito da sociedade.
Qual a importância disso? Acontece, que em meio a tantos rótulos que recebera, Isabelly, acabou por começar a repudiar sua própria cor; Ter pensamentos negativos de si mesma; Se auto taxar, como uma fracassada na vida e que nunca encontraria sua verdadeira felicidade. Sendo assim, todos que à elogiavam, recebiam seu tom sarcástico, pois ela não acreditava que suas palavras, poderiam ser válidas.
Até, que em um simples esbarrão, acaba por conhecer Mike Taylor: Um verdadeiro colírio para seus olhos. E tudo se inicia...
"Minha opinião sobre uma negra se relacionar abertamente com um homem branco, era de não haver possibilidade alguma, pois a sociedade, infelizmente, é racista e preconceituosa. Mas somente era, porque ele me fez mudar totalmente de ideia e com isso, quebrar estes paradigmas." (Isabelly)
Venha se encantar com essa história! 
Ela lhe mostrará, que nada pode impedir um amor verdadeiro. Muito menos, a cor de uma pele.

Não recomendado para -18

Link: http://my.w.tt/UiNb/dxo7vKMUuA (Em andamento no Wattpad) 




Aroma da Liberdade

Após passar por todo percalço e sofrimentos,  diante das humilhações e menosprezos diários de sua mãe: Victória - aquela que deveria ter sido a figura materna; responsável por passar todo conforto, carinho, segurança e principalmente: amor à  sua filha - Só que ao invés disso, preferiu conduzi-la por caminhos terríveis e após a sua morte, Mariana se viu em uma encruzilhada. Ela sabe que tem de seguir seu próprio caminho e descobrir o que  seu novo destino, guarda para si. Porém, tem plena consciência de que não deve deixar seu pai para trás, pois ele também, fora  brutalmente ferido e da pior maneira que um homem poderia ser na vida. Então,  resolve se mudar para a Califórnia, por ser um sonho que nutre desde muito nova e lá, escrever uma nova página para sua vida. Quer reencontrar sua própria essência novamente. Algo que Victória lhe tirou sem dó e muito menos, piedade. Sendo assim, tenta viver tranquila com Roberto Cogitiskei e também, cogita a ideia de conseguir devolver a ele, o brilho que se apagou de seus lindos olhos.
Nessa busca implacável pela felicidade e o verdadeiro significado de sua vida, Mariana consegue um emprego como gerente em uma boate, a mesma função que exerceu na The Best, mas ela não imagina a peça que o maravilhoso destino lhe pregará. Nada como um belo homem para abalar suas estruturas.
Ele irá mostrá-la o real sentido do prazer e com isso,  surgirá sentimentos inesperados em ambos.
Então,  deleite-se com essa história super envolvente e enigmática. Permita-se sentir o Aroma da Liberdade.
Não recomendado para -18.

Link: http://my.w.tt/UiNb/nS4kCWZUuA (Começará a ser postado depois de Subitamente Sua for finalizado.)


21 fevereiro 2017

Quinta da boa vista

A quinta da boa vista fica localizada em São Cristóvão no Rio de janeiro e tem fácil acesso, com o trem e o metrô ao lado.


É um parque grande, todo gramado, cheio de árvores e lagos.

É um local cheio de barraquinhas de comidas e bebidas, com ruas para andar de bicicleta e locais para alugar bicicletas de até 4 pessoas, nela também ocorre eventos como circos e shows.


Dentro do parque fica o Palácio Real, que foi utilizado pela família imperial de 1822-1889 e hoje é utilizado como museu nacional de arqueologia e antropologia.


Também se localiza o Zoológico do Rio de janeiro.

Livros Sobre Carnaval


Como estão meus amores? o que irão fazer nesse carnaval? vão sair ou ficar em casa? eu estou ansiosa pelo carnaval, so pelo motivo de ter alguns dias de ferias e poder visitar minha família kk 
nunca gostei muito de sair, prefiro ficar em casa ler ou vê alguma série. E vocês o que gostam de fazer? 
No post de hoje vim trazer 5 livros nacionais com o tema de carnaval, indico para quem gosta ou não dessa festa. 




1. O País do Carnaval, de Jorge Amado (Companhia das Letras, 1931). Sinopse: Primeiro romance de Jorge Amado, O país do Carnaval faz um retrato crítico e investigativo da imagem festiva e contraditória do Brasil, a partir do olhar do personagem Paulo Rigger, um brasileiro que não se identifica com o país. Filho de um rico produtor de cacau, Rigger volta ao Brasil depois de sete anos estudando direito em Paris. Num retorno marcado pela inquietação existencial, ele se une a um grupo de intelectuais de Salvador, com o qual passa a discutir questões sobre amor, política, religião e filosofia. Dúvidas sobre os rumos do país ocupam o grupo. O protagonista mantém uma relação de estranhamento com o Brasil do Carnaval, acredita que a festa popular mantém o povo alienado. Os exageros e a informalidade brasileira são motivo de espanto, apesar de a proximidade com o povo durante as festas nas ruas fazer com que ele se sinta verdadeiramente brasileiro. Aturdido pelas contradições, Rigger decide voltar para a Europa. Mestiçagem e racismo, cultura popular e atuação política são alguns dos temas de Jorge Amado que aparecem aqui em estado embrionário. Brutalidade e celebração revelam-se, neste romance de juventude, linhas de força cruciais de uma literatura que se empenhou em caracterizar e decifrar o enigma brasileiro.


2. Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes (Companhia de Bolso, 2013). Sinopse: “Tragédia carioca” que transporta para um cenário tipicamente brasileiro o mito de Orfeu, filho de Apolo, uma das histórias mais emblemáticas da vasta mitologia grega. Imerso em sofrimento depois da morte da amada Eurídice, o músico Orfeu vê-se incapaz de entoar suas canções, pois os sons melodiosos e tristes de sua lira não o consolam da perda do grande amor. Desesperado, Orfeu decide descer ao Hades (o reino dos mortos) para trazer Eurídice de volta à terra. Ambientada em uma favela carioca, durante o Carnaval, Orfeu da Conceição estreou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro em 1956, com enorme sucesso. Nada mais justo: com músicas de Tom Jobim – a peça inclusive inauguraria a fecunda parceria entre o poeta e o compositor -, cenários de Oscar Niemeyer e figurinos de Lila Bôscoli, o texto é ainda hoje um marco na releitura inteligente dos mitos gregos diante da realidade social, da mistura entre poesia e música popular, entre teatro e canção.


3. Carnaval no Fogo, de Ruy Castro (Companhia das Letras, 2000). Sinopse: Uma apaixonada crônica de Ruy Castro sobre o Rio de Janeiro. Carnaval no fogo retrata a cidade como um palco de perigos e prazeres – desde 1502, quando Américo Vespúcio lhe deu o nome que a consagrou internacionalmente. O autor faz um misto de narrativa, ensaio, história e conversa fiada sobre uma cidade com excitante vocação para o épico – e uma vocação ainda maior para transformar o épico em samba. Ruy Castro compõe um vibrante retrato do Rio de hoje, cheio de viagens ao passado, para revelar que, mesmo nos períodos de calmaria, havia sempre uma excitação no ar – um permanente “Carnaval no fogo”. O Rio de Janeiro de Carnaval no fogo é o Rio dos antropófagos que encantaram os intelectuais europeus, dos escravos que se vestiam como os senhores, dos fotógrafos pioneiros que o clicaram como se estivessem num avião – setenta anos antes de o avião existir -, da loura Nair de Teffé e da mulata Chiquinha Gonzaga, que, juntas, abalaram as estruturas. É também o Rio em que os salões se prolongaram nos botequins, em que um cafezinho tomado em pé na avenida Rio Branco podia alterar a cotação mundial do produto e em que o povo, habituado à própria pele, passou a desfilar quase nu pelas praias e até pelos restaurantes. É ainda o Rio das asas-deltas, do Fla-Flu entre os traficantes e a polícia, do bolinho de aipim e do indestrutível bom humor. Carnaval no fogo é a história dessa fascinante superação do povo carioca – até hoje.


4. Carnaval, de João Gabriel de Lima (Objetiva, 2006). Sinopse: O jornalista João Gabriel de Lima mistura Scorsese e Borges para contar a história de um paulista perdido no carnaval carioca. Pedro, um paulista cansado de sua monótona rotina como dono de locadora de DVDs, decide passar o carnaval no Rio atrás da amante, uma chef famosa. Ao caminhar pela cidade ensolarada, misturar-se aos blocos de uma Zona Sul em festa e descobrir os personagens de uma Lapa renascida, Pedro acaba encontrando também um novo roteiro para sua vida. A jornada carnavalesca de Pedro evoca a vertigem de Depois de Horas, filme de Martin Scorsese. Num estilo que remete à prosa de Borges, João Gabriel de Lima faz de Carnaval um romance sobre encontros, desencontros, mas, antes de tudo, sobre o poder mágico da criação. O leitor vê-se convidado para um instigante jogo: afinal, o que é fruto da imaginação desse narrador viciado em filmes e o que é realidade?


5. Carnaval de Poesias, de Sérgio Gramático Júnior (Multifoco, 2010). Sinopse: Este livro de poesias é caraterizado significativamente por uma historicidade do carnaval, das gentes que compõem o cenário da festa e do samba e do contexto popular inerente ao universo das manifestações populares, desde o Zé Pereira, os blocos, os entrudos (Século XIX principalmente), desde as Escolas de Samba a partir de 1928, até os dias de hoje. O escritor Sérgio Gramático Júnior é poeta, jornalista, escritor e produtor cultural. Além disso, é autor dos livros de poesia: “São só poesias”, “Palavras que se amam e formaram versos”, “Eu, a poesia e vício-versa”, “Carnaval de Poesias” e “Poeticidade Maravilhosa”. Pós-graduado em História Contemporânea do Brasil. Mestrando em Bens Culturais e Políticas Sociais.

Já leu algum desses? gostou? conta pra gente o que pretende fazer nesse carnaval 

20 fevereiro 2017

Conheça a artista brasileira que participou da produção de 'Moana'



mineira Natalia Freitas considera Moana, a protagonista do filme de mesmo nome da Disney, uma espécie de amiga. Ela não é a única: a história da menina que decide ir em busca dos segredos que podem salvar seu povoado conquistou milhares de pessoas, arrecadando mais de US$ 533 milhões de dólares nas bilheterias ao redor do mundo.
Freitas, no entanto, viu a personagem "crescer". Formada em animação clássica pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, ela participou da equipe de desenvolvimento visual (look development) de Moana: Um Mar de Aventuras nos estúdios de animação da Walt Disney na Califórnia, nos Estados Unidos, durante 2016.
A paixão pela arte surgiu ainda na infância. Após perder os pais aos 10 anos, Freitas encontrou na ilustração e no desenvolvimento de novas narrativas uma forma de lidar com a dor. "Com o passar dos anos, percebi que aquilo era muito mais do que um hobby", disse a artista em entrevista à GALILEU durante a 10ª Campus Party Brasil, em São Paulo. "A animação foi um entretenimento tão importante para mim que queria despertar isso nos outros.


Inspirada por filmes como A Bela Adormecida, Mary Poppins e O Rei Leão, ela estudou animação 2D. Em 2012, foi selecionada para um programa de pós-graduação na Filmakademie Baden-Württemberg, na Alemanha, onde se especializou em animação 3D. Ao longo dos anos, a artista utilizou suas habilidades para animar e dirigir seus próprios curta-metragens — entre eles Electrofly, no qual mistura animações 2D e 3D em um cenário real.
Em 2016, Freitas foi selecionada para participar da produção de um novo projeto da Disney: Moana: Um Mar de Aventuras. "Foi muito bacana ver a personagem surgindo. Diariamente uma cena era finalizava, então fui criando um amor pelos personagens conforme os vi crescendo", conta.
O departamento de desenvolvimento visual, no qual Freitas trabalhou, foi responsável pela criação e escolha das cores, texturas e materiais do filme. A artista dá um exemplo do trabalho na prática: "Se temos um pedaço de tronco na cena, não simplesmente o pintamos ou aplicamos nele a textura de madeira, temos que colocar detalhes, ranhuras. É bem artístico". Além disso, a equipe em questão mexe nas sombras e na iluminação do filme, definindo o aspecto visual dos personagens e cenários.
Ver o resultado final foi emocionante para Freitas, e a experiência em Moana: Um Mar de Aventuras, despertou nela uma vontade de trabalhar em mais longas-metragens. Tanto que seu próximo projeto será um filme do tipo — ela não revela qual, "só que é em um estúdio na América do Norte". Já podemos até imaginar.


Poetizando na Segunda

"Sou translúcido, aquático. 
Á deriva, sem rumo.
Ela é uma âncora, afundando no meu mar." 
Benton James Kessler

17 fevereiro 2017

Autora Parceira Valéria Reis Gravino


Estão aproveitando muito essa sexta feira? Pois a nossa sexta-feira acabou de ficar ainda melhor com essa novidade, mais uma autora se afiliou como parceira do blog 

Sobre a autora 


Valéria Reis Gravino é autora do livro "A responsabilidade do sócio na execução fiscal", que alcançou o 1º lugar na lista dos livros mais vendidos da Amazon, em Direito Tributário, encontra-se também disponível na Saraiva. É também autora do livro "Enquanto Espero", que concorreu ao Prêmio Kindle Literatura 2016. Atualmente concorre ao Prêmio Off Flip 2017 com o conto "Mar de intrigas" e receberá o Troféu Cecília Meireles 2017 em junho desse ano. É advogada, MBA em Direito Tributário e MBA em Gestão & Business Law. É professora e articulista de vários sites. 
O  "Enquanto espero" seria o destaque porque estou trabalhando no lançamento dele que vai acontecer na Bienal do Rio desse ano. Em breve teremos mais detalhes e o book trailer quando sair o impresso.
Já o meu livro de Direito Tributário, vai sair uma 2a. edição pela Saraiva em e-book, além do impresso e também em e-book pela Amazon, após o lançamento do "Enquanto espero".
- Sinopse do livro de Direito Tributário: Livro que alcançou o 1o. lugar entre os livros mais vendidos de Direito Tributário da Amazon. As execuções fiscais são ações judiciais que cobram tributos. Tornam-se fatores de vários entraves que dificultam as operações das pessoas jurídicas, chegando a alcançar o patrimônio dos sócios. Este livro aborda aspectos relevantes sobre a responsabilidade dos sócios diante das execuções fiscais ajuizadas contra as empresas. 


Quanto à sinopse do Enquanto espero: 




A jovem advogada Vitória, encontra dificuldades para conseguir o seu primeiro emprego, mas enfim é admitida pelo Grupo Moura Ribeiro e lá encontra Ricardo, um homem rodeado conflitos e segredos, com quem vivência um romance, no mínimo, complicado.
Durante o desenvolvimento de Vitória no grupo empresarial, muitas operações acontecem por motivos escusos e influência da família e do sócio de Ricardo, sem que ele sequer desconfie, trazendo muitas intrigas em torno dos dois e fazendo com que o romance venha a esmorecer. 
Reconhecendo-se sem condições de sobreviver à dor da separação, Vitória busca na pintura e na terapia de regressão um refúgio para livrar-se de seu sofrimento, quando desvenda, a partir de uma obra de arte que liga o seu passado ao seu presente, o real mistério em torno do fim de seu relacionamento com Ricardo, identificando as forças que contribuem para que eles não se mantenham unidos. 
Muitos segredos permeiam essa intrigante história, trazendo lições e acontecimentos surpreendentes com as reviravoltas de 'mais um encontro' de Vitória e Ricardo.

'Enquanto espero' é um romance new adult que concorreu ao Prêmio Kindle de Literatura 2016.


 página na Amazon: https://www.amazon.com/author/valeriareisgravino
 Página do livro no Faebook: https://m.facebook.com/livroenquantoespero/ 


- Onde o livro está à venda:






© Dose de Poesia. Todos os direitos reservados.
Layout produzido por: Fernanda Goulart
Com a ajuda de diversos sites de tutoriais.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo